sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

NESPRESSO & NUNO BALTAZAR: O ENCONTRO PERFEITO

Nuno Baltazar voltou a aceitar um desafio da Nespresso, com quem já tinha colaborado aquando da abertura da loja da marca no Porto, e apresentou um preview da sua colecção Outono/Inverno 2010/2011 no mesmo dia em que foi lançada a edição limitada das máquinas CitiZdot - a CitiZdot Paris e a CitiZdot Nova Iorque. O designer inspirou-se no universo das cidades que dão o mote a essa edição limitada e apresentou, pela primeira vez em Portugal, a sua pré colecção, à semelhança do que acontece nas grandes capitais da moda.

O espírito do design art deco, que Nuno Baltazar encontrou na forma arquitectónica e citadina da máquina CitiZdot, foi o ponto de partida para o desenvolvimento de 16 looks que reflectem o ambiente jovem, descomprometido e sofisticado das cidades de Paris e Nova Iorque.

Na pré apresentação, que teve lugar no MUDE – Museu do Design e da Moda, em Lisboa, no passado dia 22 de Fevereiro, os convidados assistiram ao vivo ao photoshoot do lookbook da colecção, com Paris e Nova Iorque como pano de fundo e com o aroma especial a café Nespresso, e ficaram a conhecer as edições limitadas da máquina CitiZ - CitiZdot Paris e CitiZdot Nova Iorque – cujos painéis são impressos com ilustrações que reflectem a identidade e a energia destas duas icónicas cidades.

A máquina CitiZdot Paris apreende a essência de Paris, cidade da arte. Para homenagear a capital Francesa, a designer Sylvia Toth, da “Collectif T.O.T.”, combinou a audácia intemporal da Torre Eiffel com as cores que simbolizam a Cidade Luz e a marca “Saint-Germain”, que evoca a Paris da arte e da literatura.

A máquina CitiZdot Nova Iorque retrata a metrópole cosmopolita vertical. Para ilustrar a sua energia e movimento alucinante, o artista Lo Toth reanalisou o tratamento gráfico de comediantes americanos e realçou dois símbolos amplamente reconhecidos da cidade: o táxi amarelo e os enormes arranha-céus.

A partir de meados de Março, a Nespresso vai lançar um concurso de fotografias online, que dará aos membros do Clube Nespresso e aos seus fãs a oportunidade única de partilharem com a marca a sua interpretação dos momentos do café na sua cidade. O vencedor do concurso, que será seleccionado por um júri profissional, do qual farão parte Scott Schuman e Garance Doré, criadores dos blogs “The Sartorialist”, receberá uma máquina CitiZdot com a fotografia vencedora impressa no painel.

Para participar no concurso de fotografia CitiZdot, visite www.nespresso.com/citizdot.

quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

LANIDOR LANÇA COLECÇÃO DE ACESSÓRIOS DE CABELO ASSINADA POR MIGUEL VIANA

Miguel Viana criou para a Lanidor uma linha de acessórios de cabelo inspirada nas noites boémias dos anos 20 e 30, que estará à venda nas lojas LA a partir do início de Março. Este projecto surge no âmbito da celebração dos 25 anos de carreira de Miguel Viana, que há 12 anos é responsável pelo hair styling das campanhas Lanidor.

Em parceria com os designers da marca, Miguel Viana concebeu bandas para cabeça, bandoletes e ganchos, em materiais tão diversos como penas de aves, tule, rendas e aplicações metálicas.

A manequim internacional Michelle Buswell, que é rosto da campanha Lanidor Primavera/Verão 2010 e já protagonizou campanhas de grandes marcas internacionais como Prada e Jean Paul Gaultier, é também a protagonista de uma série de imagens produzidas em exclusivo para a linha de acessórios de cabelo Miguel Viana.

“Ao criar esta linha de acessórios de cabelo estamos a celebrar os 25 anos de carreira do Miguel Viana e simultaneamente a seguir uma forte tendência internacional. Ninguém melhor do que o Miguel para o fazer com criatividade, elegância e sentido da marca. Afinal, o percurso do Miguel e da Lanidor estão definitivamente entrelaçados!”, afirma Margarida Mangerão, directora de comunicação & imagem da Lanidor.

Contente com o resultado do projecto, Miguel Viana declara: “É fantástico encontrar marcas como a Lanidor, que entendem a linguagem de pessoas que trabalham nas áreas criativas e que apoiam a concretização de projectos especiais.”

TATE MODERN EXPÕE OBRA DE THEO VAN DOESBURG

A Tate Modern, em Londres, apresenta, até ao dia 16 de Maio, a primeira grande exposição no Reino Unido dedicada ao artista holandês e principal figura da vanguarda europeia, Theo van Doesburg.

Artista plástico, designer gráfico, poeta e arquitecto, Theo van Doesburg (Utrecht, 1883-Davos, 1931) foi um dos fundadores e líderes do movimento De Stijl, juntamente com Piet Mondrian. Este movimento artístico de pintores, arquitectos e designers procurou construir uma nova sociedade após a 1ª Guerra Mundial, defendendo um estilo internacional de arte e design baseado numa geometria rigorosa de planos horizontais e verticais. Theo van Doesburg e Piet Mondrian acreditavam que a arte devia reconciliar as grandes polaridades da vida - “Natureza e intelecto”. As ideias professas na Bauhaus beberam fortes influências destes artistas e intelectuais da Holanda.

Em 1908, Van Doesburg realizou a sua primeira exposição de pintura em Den Haag, enquadrando a sua arte no Naturalismo até 1916, quando inicia a sua etapa de abstracção. Em 1921, publicou a revista MECANO, um bom exemplo para a nova tipografia, e posteriormente os primeiros números da revista De Stijl, porta-voz do movimento neoplasticista. No período em que foi docente na Bauhaus de Weimar (1921-23), foi influenciado pela estética de Piet Mondrian. Em 1926, rompeu com este e escreveu um manifesto no qual explicava a arte elementarista. Na sua obra arquitectónica destacam-se o restaurante «Aubette», que construiu em Strassburg em colaboração com Cornelius van Eesteren (1926-28), e a sua casa-estudio de Val-Fleury, em Meudon (Hauts-de-Seine).

A exposição que está actualmente patente na Tate Modern, intitulada “Van Doesburg and the International Avant-Garde”, explora o papel de Van Doesburg como impulsionador do Neoplasticismo holandês, assim como a sua personalidade Dada, os seus esforços para influenciar a Bauhaus, as suas ligações com os construtivistas internacionais, e a criação do grupo Art Concret. Em exibição estão mais de 250 trabalhos (muitos deles nunca expostos no Reino Unido) de artistas importantes como Jean Arp, Constantin Brancusi, László Moholy-Nagy, Piet Mondrian, Francis Picabia, Kurt Schwitters e Sophie Taeuber, assim como composições / pinturas raramente expostas e criações de Van Doesburg para o Café Aubette em Estrasburgo, peças de mobiliário icónicas como a cadeira Red-Blue de Gerrit Rietveld, revistas, filmes, música, esculturas, etc.

quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

RENOVA PATROCINA MODALISBOA CHECK POINT

A Renova, marca europeia de produtos de grande consumo no segmento de papel tissue, patrocina novamente a ModaLisboa.

Desde sempre líder no nosso país, a Renova aposta na inovação constante baseada no conceito “Para um novo bem-estar”, procurando novas soluções para responder às expectativas e necessidades quotidianas do consumidor. Em 2005 lançou o primeiro rolo de papel higiénico preto do mundo - Renova Black - que confirmou a atitude e dinâmica da marca portuguesa e serviu de catalisador para uma nova etapa na história Renova.

Elegante, sofisticado, irreverente e alternativo, Renova Black provou que mesmo os produtos de todos os dias podem ter uma vertente de estilo e design. A Renova tem trabalhado a ideia desde então e acrescentou uma série de cores exclusivas à sua gama de produtos: preto, vermelho, verde, laranja, azul e fuchsia. Agora, volta a reinventar a forma de apresentação destes produtos, lançando uma embalagem inovadora para a gama de Papel Higiénico Black Label.

Alvéolos cristalinos acolhem dois rolos coloridos, dando origem a uma forma rígida original que deixa transparecer toda a luminosidade dos rolos Renova. Sendo hermética, é resistente à humidade e preserva o perfume do papel. A sua forma compacta possibilita uma maior versatilidade na exposição do produto.

A combinação de cores, a elevada qualidade do papel e a elegância da nova embalagem dão vida aos corredores das grandes superfícies, onde o “branco” e os produtos indiferenciados continuam a ser o cenário mais comum para os consumidores. Em alternativa ao formato familiar de seis rolos, os consumidores que valorizam o detalhe podem agora optar por embalagens com apenas dois rolos e preço mais acessível, alargando com mais facilidade a diversidade de cor em sua casa.

Este lançamento reforça a estratégia da Renova, que tem vindo a apostar na inovação, diferenciação e irreverência. Actualmente, a marca está presente nos 5 continentes, distribuindo os seus produtos em mais de 50 países, do Japão à Rússia, Canada, Austrália, Estados Unidos, Holanda, Suécia, Dinamarca, Espanha, Portugal, entre muitos outros.

www.wellbeingworld.com

terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

MODALISBOA CHECK POINT – LAB

ModaLisboa Check Point: We LAB You!

Dias 13 e 14 de Março 2010, a ModaLisboa faz um novo check up ao coração da cidade. Onde? No MUDE, Museu do Design e da Moda, na Rua Augusta. Como? Através da plataforma de experimentação LAB desta vez com o apoio da adidas Originals. E quem serão os nossos grandes alquimistas? Eles respondem pelo nome de aforestdesign, Lara Torres, Ricardo Andrez, Vítor e White Tent. A surpresa estará algures nas entrelinhas de uma performance que pretenda alimentar a paixão e o amor-próprio de uma cidade que aposta em designers com diferentes linguagens e promove a criatividade.

Por isso, eles gritam: Lisboa, We LAB You!

A plataforma LAB da ModaLisboa é uma dinâmica de ordem e caos, uma transgressão dos elementos sobre as rotinas calculadas e os modelos comuns da indústria. LAB é um espaço de movimento e “exploração de assimetrias” (White Tent), é uma intervenção da liberdade sobre os tradicionais “mecanismos de memória” (Lara Torres).

LAB será a urgência da identidade sobre o anonimato da prova (Vítor), a procura de um nome-próprio que assegure a elevação artística e a sobrevivência da moda como arte sem par. “I am strange loop, título retirado do livro de Douglas Holfstadter, representa uma colecção de peças que reflectem a complexidade do próprio” (aforestdesign).

Resumindo a proposta de (Ricardo Andrez) para as colecções de Inverno 2011, LAB será uma requalificação “de auto-retratos”, ou um novo olhar sobre um espelho mágico que recebe sombras e devolve luz. A luz como imagem do que sonhamos ser como obra de arte, ou alguma parte da obra que vamos deixando. A obra ModaLisboa retomada por laboratório em regime de experimentação pelo labirinto fantasioso de Lisboa.

A plataforma LAB tem o apoio da adidas Originals. www.adidas.com


CALENDÁRIO DE APRESENTAÇÕES LAB

SÁBADO, 13 DE MARÇO


15H00 AFORESTDESIGN – LAB.EXPOSIÇÃO MUDE
15H00 LARA TORRES – LAB.EXPOSIÇÃO MUDE
15H30 RICARDO ANDREZ - LAB MUDE


DOMINGO, 14 DE MARÇO

15H00 WHITE TENT – LAB MUDE
15H30 VÍTOR – LAB MUDE



MODALISBOA ‘34 CHECK POINT presented by SEAT

Inverno . Winter 2011

Location 1 Páteo da Galé Terreiro do Paço
Location 2 MUDE - Museu do Design e da Moda

Apresentação oficial das Colecções dos Criadores Portugueses.

Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Lisboa e da Associação ModaLisboa.

Programação Location 2 em parceria com o MUDE - Museu do Design e da Moda.

quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

ITS#NINE, "A CONFEDERAÇÃO DOS FANTÁSTICOS VIAJANTES"

O International Talent Support (ITS), importante plataforma internacional de descoberta e apoio a jovens talentos das áreas do design de moda, design de acessórios e fotografia, está de volta. A nova jornada - ITS#NINE - International Talent Support – está marcada para os dias 16 e 17 de Julho, na cidade de Trieste, no Nordeste Italiano. A data limite de recepção das candidaturas é 25 de Março de 2010.

A missão mantém-se: apoiar as novas gerações de talentos, seleccionados por um júri qualificado no final de Abril de 2010, através de prémios monetários, projectos especiais, montras dedicadas, cobertura em revistas, estágios no estrangeiro e oportunidades de emprego.

Diesel, o parceiro principal do ITS#FASHION desde 2002, lança um novo desafio aos jovens designers de moda que querem concorrer este ano: desenhar a colecção ideal Outono-Inverno 2010 focando-se na reinvenção do "Diesel Jacket". O Diesel Award recompensará o vencedor com um prémio no valor de €25.000 e um estágio de 6 meses com a Equipa Criativa da Diesel na sua sede em Itália. Os finalistas poderão também ser distinguidos com os prémios: Fashion Collection of the Year, Fashion Special Prize e Vertice Award, e terão ainda a oportunidade de integrar o júri na próxima edição do ITS.

O ITS#ACCESSORIES, a única competição internacional inteiramente dedicada a todo o tipo de acessórios, alcança a sua quinta edição, contando novamente com o apoio da YKK. Os projectos mais inovadores e criativos competirão ao prémio Accessories Collection of the Year: €5.000 para criar uma nova colecção a ser apresentada no ITS#TEN. O vencedor do YKK Award recebe €10.000 e uma sessão fotográfica profissional. Nesta edição, o ITS#ACCESSORIES conta com o apoio da marca Swarovski, que disponibilizará cristais aos finalistas para concepção das suas colecções, e da Iqons, a maior comunidade de moda on-line do mundo, que oferecerá visibilidade ao evento e aos seus finalistas.

O ITS#PHOTO cresceu ao longo dos anos, descobrindo talentos que posteriormente ganharam prémios no World Press Photo e trabalharam para importantes revistas. Um novo projecto está prestes a ser revelado nesta sexta edição e será apoiado novamente por Pitti Immagine e SVA - School of Visual Arts e envolverá centenas de jovens fotógrafos do mundo inteiro.

ITS#NINE terá um website totalmente redesenhado - www.itsweb.org. Desta vez a equipa do ITS deu mais um passo, criando não só um conceito, mas uma confederação: A Confederação dos Fantásticos Viajantes. São meia dúzia de pioneiros - Astronautas, Chrononautas e Psiconautas - que podem misturar sonhos e tecnologia numa efectiva forma e inimaginável para estender o conhecimento humano. Os finalistas do ITS#NINE serão Fantásticos Viajantes.

Quem quiser experienciar esta viagem deverá enviar a sua candidatura até ao dia 25 de Março (para mais informações visite www.itsweb.org). No final de Abril, dois prestigiados júris – um para moda e acessórios e um outro para fotografia – seleccionarão os finalistas das três áreas, os “viajantes” da criatividade que voarão para Trieste a 16 e 17 de Julho para provar o seu talento e competir pelos prémios do ITS#NINE.

SAMSUNG DIVA – O TELEMÓVEL ELEITO POR CARMEN KASS

A famosa trendsetter e modelo internacional, Carmen Kass, é o rosto da campanha publicitária do novo Samsung Diva, um telemóvel com um design exclusivo criado especificamente para o público feminino.

A tampa posterior em relevo com um padrão acolchoado em branco pérola e a tecla frontal em forma de diamante são apenas dois dos sinais de sofisticação que a Samsung Electronics Co. imprimiu ao Diva. O seu lado feminino traduz-se também numa gama de funcionalidades desenvolvidas em exclusivo para as mulheres, como a “Wish List”, que organiza e classifica a lista de compras, o modo “Etiquette”, que silencia o telemóvel automaticamente, ou a “Fake Call”, que permite receber uma chamada falsa sempre que necessário. Com câmara de vídeo e câmara fotográfica de 3.2 megapixéis com zoom, as utilizadoras podem tirar fotografias e retratos perfeitos recorrendo a funcionalidades exclusivas de tratamento de imagem como o “Beauty Effect”, que permite obter fotos com uma luminosidade própria de uma revista de moda, ou o “Lomo Shot”, que torna as cores das fotografias mais vivas e brilhantes e possibilita trabalhar as imagens de um modo artístico e original. O Samsung Diva permite ainda manter conversas com amigos de forma fácil e simples, graças às pop ups de redes sociais que notificam instantaneamente as utilizadoras quando os amigos actualizam as suas páginas no Facebook, MySpace ou Twitter. O Multi Instant Messenger combina todas as contas de redes sociais numa única aplicação fácil de utilizar.

O Samsung Diva tem um ecrã TFT LCD com 2.8 polegadas e resolução de 240x320 pixéis. A isto juntam-se 10 horas de autonomia em conversação, leitor de MP3, rádio FM com RDS, Bluetooth 2.1, online widgets, 50MB de memória interna, slot para cartão de memória micro SD até 8GB.

Um acessório must-have para mulheres com uma personalidade única e estilos de vida distintos. O Samsung Diva está disponível nas lojas TMN, assim como um acessório de moda que a Samsung desenvolveu para o "telemóvel das Divas".




quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

MODALISBOA CHECK POINT - OS PARTICIPANTES

Dias 11, 12, 13 e 14 de Março 2010, a ModaLisboa vai virar a capital do avesso. E a coreografia prevista para apresentação das inspirações e tonalidades para o Inverno 2011 já tem os seus protagonistas. Eles estão prontos para o desafio que se segue: arrebatar o coração da cidade.
O ano é redondo, e a palavra de ordem é: circular. Circular em Lisboa.
ModaLisboa Check Point será “apenas” o ponto onde nos encontramos hoje a pensar as dinâmicas culturais de amanhã.

22 apresentações. 20 desfiles. 21 designers. 3 marcas.
E três estreias absolutas ModaLisboa, Ricardo Andrez, Salsa e Mental by Shunnoz & Tekasala numa intervenção Check Point repartida em dois espaços do eixo central de Lisboa – o Páteo da Galé, no Terreiro do Paço, e o MUDE, Museu do Design e da Moda, na Rua Augusta. Dois pólos, um acontecimento. E uma oportunidade única para criar novos trânsitos e rotinas empresariais na baixa pombalina, e atrair a gravidade cultural a uma cidade cheia de histórias para contar.

Esta Primavera, Check Point opera em directo do Páteo da Galé (17 desfiles) e do MUDE, com apresentação de duas exposições (aforestdesign e Lara Torres, no sábado, dia 13) e três desfiles: Ricardo Andrez (sábado, dia 13), White Tent e Vítor (ambos domingo, dia 14).

Os 20 desfiles previstos para a totalidade do evento ultrapassam o palco da ModaLisboa, a passerelle será a cidade como espelho do mundo. O evento é único: ModaLisboa Check Point. O regresso à cidade-mãe será très chic, très check e até três sportif. Mas se o staff da ModaLisboa é vestido pela adidas originals, quem são os designers que ditam as tendências para o próximo Inverno 2011?

O check in será dia 11 com Alexandra Moura, Ricardo Preto e Alves/Gonçalves.

Sexta, dia 12, checkpoint a Luís Buchinho, Katty Xiomara e Ana Salazar.

Sábado, dia 13, double check a Ricardo Andrez, Aleksandar Protic, Miguel Vieira, Pedro Pedro, Salsa e Nuno Baltazar.

Check out, dia 14, com White Tent, Vítor, Filipe Faísca , Nuno Gama, T.M. Collection, Ricardo Dourado, Dino Alves e Mental by Shunnoz & Tekasala.

Lisboa está novamente nas mãos dos artistas que imaginam, que sonham, que criam e redesenham os modelos da nossa modernidade. São eles quem irão elaborar sobre este manifesto de inconformismo e vitalidade cultural, garantindo uma nova forma, um novo conteúdo, e uma nova dimensão dos espaços de manobra colectiva na cidade. Com a ModaLisboa Check Point, a Baixa de Lisboa estará novamente em alta. Com a sugestão, a intuição e a provocação dos nossos principais designers.

ModaLisboa: Check Point em Lisboa. É o regresso a casa. Esperemos que Check Point seja desta vez um ponto, não de retorno mas definitivo.



MODALISBOA ‘34 CHECK POINT presented by SEAT

Inverno . Winter 2011

Location 1 Páteo da Galé Terreiro do Paço

Location 2 MUDE - Museu do Design e da Moda

Apresentação oficial das Colecções dos Designers Portugueses.

Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Lisboa e da Associação ModaLisboa.

Programação Location 2 em parceria com o MUDE - Museu do Design e da Moda.

segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

TOMMY HILFIGER RECUPERA A OBRA DE KEITH HARING


Tommy Hilfiger acaba de lançar uma edição limitada de calçado em colaboração com a Fundação Keith Haring. Keith Haring (1958-1990) foi um artista gráfico e activista americano que utilizou com frequência a sua arte para abordar temas sociais e combinou arte, música e moda na sua obra, rompendo barreiras entre as diferentes áreas. A sua iconografia é uma mistura de elementos sexuais com discos voadores, pessoas, animais, pirâmides, televisões, telefones, etc. Uma visão particular do mundo que o tornou um dos artistas mais conhecidos do século XX.

A colecção de Tommy Hilfiger inclui ténis e galochas para rapaz e rapariga, assim como calçado desportivo masculino. Em todos os modelos estão presentes os desenhos de Keith Haring, que traduzem uma cultura urbana de rua da década de 1980.

Esta colecção cápsula reflecte na totalidade a essência das obras de Keith Haring, que desde cedo desenhou figuras que exprimiam a sua preocupação pelo que se passava no mundo.

Keith Haring nasceu nos EUA, em 1962, numa pequena cidade chamada Kutztown. Na década de 80, mudou-se para Nova Iorque, onde frequentou a School of Visual Arts. A vida desta cidade, o hip-hop, o breakdance e os graffitis influenciaram-no imediatamente. Keith Haring contactou com os chamados “artistas de rua” e começou a ganhar notoriedade ao desenhar a giz nas estações de metro, ruas e paredes das ruas de Nova Iorque. As suas primeiras exposições formais ocorreram a partir de 1980 no Club 57, então um ponto de encontro da elite vanguardista. Na mesma década, participou em várias bienais e pintou diversos murais pelo mundo – Sydney, Amesterdão e até mesmo no Muro de Berlim.

Keith Haring criou um código visual muito próprio, que se tornou facilmente reconhecível por todos. Utilizava linhas de contorno com traço grosso, tornando as suas figuras muito simples, e dava preferência às cores primárias e secundárias.

Em 1988 criou a Fundação Keith Haring, em favor das crianças vítimas de Sida. No ano seguinte, perto da igreja de Sant´Antonio Abate, em Pisa, Itália, criou a sua última obra pública - o grande mural intitulado “Tuttomondo”, dedicado à paz universal.

Morreu aos 31 anos de idade, vítima de Sida, tendo sido um forte activista contra a doença, que abordou mais que uma vez nas suas pinturas.




OLIVIER THEYSKENS: THE OTHER SIDE OF THE PICTURE

“Olivier Theyskens - The Other Side of the Picture” é mais um livro imprescindível para os amantes da moda e fotografia, editado pela Assouline. Trata-se de uma colectânea de fotografias de backstage de diversos desfiles de Olivier Theyskens, um projecto que o designer belga desenvolveu durante a última década com o fotógrafo Julien Claessens e que traduz a visão romântica de ambos. A introdução é de Sally Singer, editora de moda da Vogue americana.

Em 1998, com 20 anos, Oliver Theyskens desistiu da escola de design para criar a sua primeira colecção. No ano seguinte, o jornal Women’s Wear Daily destacou a sua “Star Quality” e a revista Harper's Bazaar baptizou-o de “Instant Icon”. Nesse Inverno, Madonna usou uma criação sua nos Óscares.

Na década seguinte, Theyskens emprestou o seu talento a duas grandes casas de moda internacionais: Rochas e Nina Ricci. As suas criações apareceram nas capas das edições francesa, inglesa e americana da revista Vogue, vestidas por Reese Witherspoon e Nicole Kidman, entre outras estrelas. Theyskens impressionou os editores e produtores de moda com a sua estética sombria e enigmática e as suas “visões ferozes de super-heroinas Victorianas”, interpretadas em pele.

Neste livro de edição especial, o fotógrafo Julien Claessens, a quem foi dado acesso privilegiado aos bastidores dos desfiles de Theyskens, capta a misteriosa e romântica obra do célebre designer belga.

RETROSPECTIVA ALEXANDER MCQUEEN 1995-2005











quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

ADEUS ALEXANDER MCQUEEN

O mundo da Moda está de luto e consideravelmente mais pobre. O genial designer britânico Alexander McQueen foi hoje encontrado morto no seu apartamento, em Londres. A sua morte, aos 40 anos, ocorre a poucos dias do início da Semana de Moda de Londres e a um mês da apresentação da sua nova colecção em Paris.

McQueen suicidou-se oito dias após a morte da sua mãe, com quem mantinha uma relação bastante próxima. Há três anos suicidou-se também Isabella Blow, amiga íntima do designer que o descobriu e ajudou a alcançar a fama. Segundo fontes próximas, McQueen não superou as perdas e enforcou-se.

Alexander McQueen nasceu numa grande família, em Stratford, a este de Londres, e cedo se inseriu nos círculos da moda. Começou a sua carreira como modelista aos 16 anos, num alfaiate de Saville Row. Partiu para Milão, onde trabalhou para Koji Tatsuno e Romeo Gigli. De volta a Londres, ingressou na St Martin’s School of Art, onde se licenciou em 1992. No ano seguinte abriu o seu atelier, alcançando de imediato o estatuto de enfant terrible, pelos seus desfiles extravagantes, pelos seus desfiles extravagantes, que misturavam arte, moda, tecnologia e som. Rebelde e criativo, McQueen era um designer de excelente técnica, destacando-se entre as suas inovadoras criações as calças bumster. Vestiu celebridades como Rihanna, Sarah Jessica Parker e Lady Gaga. Foi também o criador da imagem da capa do álbum Homogenic, de Björk. Em 1996 foi contratado pela casa Givenchy, sucedendo a John Galliano na direcção criativa da tradicional casa parisiense, onde permaneceu até 2000. Ganhou o prémio de melhor designer britânico quatro vezes.

A 18 de Janeiro apresentou a colecção de menswear Outono/Inverno 2010/2011, na semana de Moda de Milão. Em suspenso fica a colecção que apresentaria em Paris, no próximo mês.

O nosso caloroso adeus ao grande génio da moda. As suas extraordinárias criações ficarão para sempre na nossa memória.








quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

MANIFESTO YVES SAINT LAURENT #6

Este ano, o Carnaval será um dia especial para o mundo da moda. A casa Yves Saint Laurent escolheu o dia 16 de Fevereiro para lançar a sexta edição do seu Manifesto. O mais hype dos jornais gratuitos, distribuído a cada estação pelas ruas de Paris, apresenta imagens inéditas da nova campanha publicitária Primavera/Verão 2010 da Yves Saint Laurent, protagonizada por Natalia Vodianova e assinada pela dupla Inez van Lamsweerde e Vinoodh Matadin.

O Manifesto será distribuído exclusivamente em Nova Iorque a 16 de Fevereiro, e no sábado seguinte, dia 20, pelas ruas de Paris, Milão, Londres, Tóquio, Hong Kong e pela primeira vez em Berlim. Depois de Seul no ano passado e da capital alemã nesta estação, a marca decidiu que cada edição do Manifesto conhecerá uma nova capital. (Esperamos que Lisboa seja um dos próximos destinos!)

No total, serão distribuídos mais de meio milhão de exemplares, sendo os primeiros 2000 acompanhados de um saco em tecido, que em cada estação apresenta um look diferente. Desta vez é impresso com uma imagem intencionalmente aos pixels, inspirada no vestido com motivo de morango do look nº 7 do desfile Yves Saint Laurent Primavera/Verão 2010.

Para ampliar a experiência, foi lançado um website dedicado ao manifesto - www.yslmanifesto.com - onde se encontram os anteriores números da publicação e os vídeos de making of, todos disponíveis para download.



SANTANDER APRESENTA “RED BRICK”

A agência criativa Marvellous criou um jogo cross-digital como parte da campanha de rebranding do Santander no Reino Unido. O jogo, designado “Red Brick”, é um exercício de resolução de problemas e está disponível como uma aplicação do iPhone, um jogo de telemóvel ou um widget do Facebook.

“Red Brick” permite aos utilizadores testar as suas habilidades de jogo ao mover o tijolo vermelho através de uma paisagem. Ao fazê-lo, os jogadores negociam vários obstáculos e coleccionam moedas de bónus, com o intuito de construir uma ponte. Os jogadores podem desafiar um amigo e os resultados podem ser publicados no Twitter e Facebook.

“O desenvolvimento do jogo “Red Brick” é uma clara demonstração da abordagem visionária do Santander. Procuramos continuamente formas novas e únicas de contactar com os nossos clientes”, explica Keith Moor, director de comunicação do Santander no Reino Unido.

"Este jogo é uma oportunidade inteligente para o Santander interagir com os clientes através de redes sociais digitais e reforçar o posicionamento da marca como líder de mercado do grupo bancário, com uma identidade global", comentou Jon Carney, fundador e director executivo da Marvellous.

As redes sociais oferecem uma óptima forma para as marcas transmitirem a sua mensagem de maneira surpreendente.


JOGAR >


terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

A ARTE DE YUKEN TERUYA

Yuken Teruya é o criador desta arte invulgar, que faz com que árvores surjam de sacos de compras, rolos de papel higiénico e jornais. O artista japonês manipula materiais que todos nós desperdiçamos, transformando os seus significados para reflectir sobre a sociedade contemporânea e a cultura. As suas criações são singulares e parecem captar momentos de transição nos quais os objectos utilizados se transformam e evoluem.

A partir de sacos de papel, rolos de papel higiénico, livros e folhas, Yuken Teruya cria, através do recorte, meticulosas e complexas árvores em miniatura, pequenos e encantadores mundos, que chamam a atenção para os efeitos do crescente consumismo da sociedade contemporânea, para o esgotamento dos recursos naturais, e outros problemas associados à globalização, como o desaparecimento das tradições culturais e identidades.

A técnica de quirigami (arte de cortar papel) extrai, como se tratasse de uma escultura, formas dos sacos de papel que diariamente deitamos fora, e não importa se são de um supermercado ou de grandes casas de moda como Chanel, Louis Vuitton, Marc Jacobs ou Givenchy. A forma de uma árvore é criada sem adicionar ou remover nada, apenas cortando e dobrando o papel.

Yuken Teruya é natural de Okinawa, Japão, e trabalha em Nova Iorque.





SYDNEY CELEBRA O NOVO ANO CHINÊS

Em frente à alfândega de Sydney, na Austrália, duas enormes lanternas origami em forma de tigre fundem as antigas formas de arte asiáticas e as sensibilidades contemporâneas, ajudando os habitantes e visitantes da cidade a celebrar o novo ano chinês. O próximo dia 14 de Fevereiro marca o início do Ano do Tigre, mas os dois felinos irão permanecer no local até 14 de Março.

As lanternas têm 2,5 metros de altura e mais de 7 metros de comprimento e são iluminadas por luzes LED. Os tigres, que estão a jogar futebol em comemoração ao campeonato do mundo da FIFA, foram encomendados pela alfândega para a sensibilização sobre o perigo de extinção desses felinos, e concebidos pelo Laboratory for Visionary Architecture (LAVA).

segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

JOSÉ ANTÓNIO TENENTE LANÇA “AMOR PERFEITO” PARA HOMEM

José António Tenente acaba de lançar a versão masculina do seu perfume “Amor Perfeito”, um aroma intenso, envolvente e sedutor, dirigido a “românticos modernos e urbanos, românticos sonhadores, apaixonados, divertidos e brilhantes”.

“Amor Perfeito” para senhora e “Amor Perfeito” para homem. Dois perfumes unidos pelo mesmo nome e imagem gráfica, assim como pelo conceito e imaginário romântico, mas ainda assim distintos, como explica José António Tenente: “Desde o início que mostrei vontade de desenvolver um conceito que tivesse duas versões, a feminina e a masculina. Mas nunca unisexo. Os dois aromas foram concebidos como podendo vir a ser duas partes de um todo, mas não tanto como uma dupla. Têm pontos em comum, mas são independentes. Têm características diferentes, embora ambos envolventes e sensuais”. “Em termos das próprias fragrâncias as notas cítricas e o fundo amadeirado e mais masculino, estão em ambas, mas os desenvolvimentos são distintos. O de senhora mais quente e doce, o de homem mais especiado. E une-os também toda a imagem gráfica e embalagem que é quase como o negativo uma da outra. Para senhora domina o branco e para homem o negro. O frasco é também intencionalmente igual, com linhas muito depuradas e geométricas, tampas em acrílico brilhante e o vidro translúcido a deixar ver o líquido colorido de violeta rosado para senhora e mais profundo para homem”.

A imagem da campanha, à semelhança da versão feminina, é assinada por Carlos Ramos.

No próximo domingo, dia de S.Valentim, surpreenda a sua cara-metade com “Amor Perfeito”!

AMOR PERFEITO

SENHORA

A versão feminina abre com a leveza da flor de laranjeira e da bergamota, e evolui sedutoramente para um bouquet improvável de flores delicadas, o amor-perfeito e exóticas,a orquídea tropical. Do fundo amadeirado de cedro, couro, almíscar e âmbar, irrompe a sensualidade 'gourmand' dos frutos vermelhos e do chocolate.


HOMEM

A versão masculina abre com a frescura cítrica da lima, tangerina e bergamota e evolui sensualmente com as notas orientais do cravo, canela e noz moscada combinadas com os aromas delicados do jasmim e do amor-perfeito. O fundo revela os elegantes e quentes acordes masculinos do âmbar e do sândalo vermelho.

O VERÃO “SPORTY CHIC” DE LACOSTE

O cenário construído com um passadiço de madeira branco sobre um mar azul recorda as fotografias de Jacques-Henri Lartigue, que na década de 1920 captou uma geração que vivia a vida de forma simples, desportiva mas muito elegante. A colecção Primavera / Verão 2010 da Lacoste propõe um twist contemporâneo dessas imagens intemporais, através da utilização de roupa de ténis, com toques de elegância, num cenário urbano e de praia.

O desfile começa com uma homenagem aos tons brancos do ténis, salpicados de verde-esmeralda e azul-escuro. Christophe Lemaire, director criativo da marca, propõe, para senhora, uma grande variedade de modelos de base clássica, mas transformados de uma forma ultra moderna: um vestido de ténis justo coordenado com umas botas/ténis em lona abertas à frente e de salto alto, com debruns de cor contrastante; uma volumosa saia de ténis plissada com uma faixa na cintura que aperta com um atilho, fazendo conjunto com um impermeável preto curto de nylon debruado a branco. Nos looks masculinos destaca-se um casaco em piqué com debruns no colarinho e bolso a fazer contraste, conjugado com calções.

Segue-se um quadro de modelos de estilo gráfico-retro que prometem uma estação muito descontraída: um cardigan de jersey fino ou um leve blazer de linho usado sobre um fato de banho com calção para senhora, e um casaco leve de algodão estilo safari para homem.

O desfile chega ao fim com uma sinfonia de tons de azul. Para senhora, um mini vestido estilo camiseiro é o must-have para uma saída numa noite de Verão, enquanto que os homens assumem um look monocromático com peças em azul jeans a combinar.

No final, amarelos florescentes iluminam pólos, fatos de banho, calções, camisas, óculos de sol, ténis e sabrinas, reforçando a imagem sporty chic.





quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

MODALISBOA CHECK POINT

Dias 11, 12, 13 e 14 de Março 2010, a ModaLisboa vai virar a capital do avesso. O regresso desejado da ModaLisboa à cidade-mãe promete ser très chic et très check. Prepare-se!

Esta Primavera, o Check Point será em directo do Páteo da Galé, no Terreiro do Paço. Abrimos um passeio público da cidade ao mundo, numa zona pedonal que outrora foi porta de entrada de comércio de Lisboa, e hoje parece capaz de ser palco de novos movimentos estéticos, trocas de ideias e outros estímulos visuais e culturais. Uma nova forma, um novo conteúdo, e uma nova dimensão.

Com a ModaLisboa: Check Point, a Baixa de Lisboa estará novamente em alta - e vestida a rigor. Quatro dias bastarão para criar uma dinâmica fervilhante na cidade que se quer vigorosa, competitiva e internacional.

Check Point propõe uma experiência que ultrapasse a sua geografia familiar, será uma partilha do espaço comum de uma cidade vaidosa que se renova diariamente, seja através de conversas de café, mudas de roupa, ou diálogos de gosto entre vizinhos – da ModaLisboa ao MUDE; do Paço à passerelle; tudo será feito a pé, andando, e tudo estará ao pé, entrando-nos por casa adentro.

ModaLisboa: Check Point no Terreiro do Paço será intenso e nevrálgico. Regressamos a uma casa da qual na verdade nunca saímos. Esperemos que, Check Point, mais do que um ponto de retorno, seja um ponto de chegada definitivo.


MODALISBOA´34 CHECK POINT presented by SEAT

Inverno / Winter 2011

Location 1 > Páteo da Galé Terreiro do Paço
Location 2 > MUDE - Museu do Design e da Moda

Apresentação oficial das Colecções dos Criadores Portugueses.

Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Lisboa e da Associação ModaLisboa.

Programação LOCATION 2 em parceria com o MUDE - Museu do Design e da Moda

quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

BENETTON LANÇA CAMPANHA "IT’S MY TIME"

Quem ÉS?
O que tens de DIFERENTE?
Qual é o teu ESTILO?

No próximo dia 8 de Fevereiro, a Benetton vai lançar uma enorme campanha global, multimédia e interactiva, intitulada "IT’S MY TIME", que visa descobrir novos rostos, novos looks e novas atitudes de vida para o século XXI. O objectivo da competição, que pretende ser uma representação global de estilo, é seleccionar 20 novos rostos de todo o mundo para integrarem a próxima campanha publicitária da marca para o Outono/Inverno 2010/11.

Estilo sem fronteiras, jovem, pessoal e orientado para o futuro; a Internet, como ponto de encontro global; e uma Nova Tecnologia, para dar apoio à liberdade de ideias e imaginação, são os elementos fortes de "IT’S MY TIME".

A Benetton procura algo diferente, original e surpreendente, desafiando os jovens de todo o mundo a mostrarem os seus estilos, atitudes e looks pessoais, como forma de desvendarem as suas individualidades.

O projecto terá início na próxima segunda-feira, dia 8, com o desafio aos jovens para participarem no casting global, fazendo o upload de vídeos e fotografias no site www.benetton.com/casting. Entre meados de Fevereiro e finais de Março de 2010, os concorrentes serão votados pela comunidade online e por um júri de especialistas, que seleccionará os 20 finalistas que irão protagonizar a campanha publicitária da colecção Outono/Inverno 2010/11.
A campanha será fotografada por Josh Olins, em Nova Iorque.