segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

NOKIA LAB.LIFE: A CONFERÊNCIA DA MODALISBOA|ESTORIL REFLASHION

DOWNLOAD FICHA DE INSCRIÇÃO

“Reflashion” será o tema da próxima ModaLisboa I Estoril, a realizar nos dias 9, 10, 11 e 12 de Outubro, na Cidadela de Cascais. Uma oportunidade única para reflectir também sobre cinco casos de sucesso do design de moda português, numa conferência patrocinada pela Nokia e organizada pela ModaLisboa I Estoril em parceria com a Faculdade de Arquitectura da UTL.

Quem faz a moda? Que moda se faz?

Quem segue a moda? Para onde segue a moda?

A moda faz-se nas mãos de antigos estudantes nacionais, actuais talentos internacionais. Cinco designers de renome, lançados no Sangue Novo da ModaLisboa, regressam a “casa” para conferenciar sobre as modas da moda, num laboratório aberto ao público.


Os conferencistas?

Susana Cabrito, vencedora da 5ª edição do concurso Sangue Novo da ModaLisboa fez um estágio no gabinete de Tendências Peclers (Paris). Durante dois anos foi ilustradora de Karl Lagerfeld na casa Chanel. Actualmente desenha as colecções de senhora da casa Givenchy.

Filipa Homem, Sangue Novo da ModaLisboa em 2003, foi assistente de produção de Gaspard Yurkievich (Paris) e Alexander McQueen (Londres). Hoje desenha acessórios e fatos-de-banho de criança para a H&M.

Joana Jorge estagiou com Jurgi Persoons (Antuérpia), e com Shelley Fox (Londres), como complemento a um mestrado na Royal College of Art com bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian. Integrou a equipa de Alberta Ferretti em Itália, regressou a Londres para a Topshop e, desde 2005, colabora com a designer Betty Jackson.

Miguel Flor terminou em 1994 o curso de Design de Moda no Porto e venceu a 3ª edição do Sangue Novo da ModaLisboa. Estagiou em Paris, primeiro no Studio Peclers e depois na casa Martin Margiela, antes de criar a sua marca em 1999, apresentando regularmente as colecções na ModaLisboa.

Sara Lamúrias, licenciada em Design de Moda em 2000, participa no Sangue Novo no ano seguinte. Em 2002 trabalha como Stylist para a imprensa e para várias campanhas de publicidade. Fez de seguida um estágio na Bless em Berlim. Em 2003 cria a sua marca Aforest-Design e, a partir de 2005, apresenta regularmente as suas colecções na ModaLisboa.

Como complemento à conferência Nokia Lab.Life, a realizar nos dias 10 e 11 de Outubro no Auditório do Centro Cultural de Cascais, será exposta na Cidadela de Cascais uma colecção de T-Shirts Nokia Lab.Life. Uma edição limitada de modelos desenhados pelos conferencistas convidados, tendo como inspiração a nova colecção Nokia Supernova que será lançada à imprensa no dia 9 de Outubro.

A inscrição na conferência custa 20€ (10€ para estudantes). Os interessados em assistir deverão enviar a ficha de inscrição devidamente preenchida e os dados relativos ao pagamento até ao próximo dia 7 de Outubro, para o e-mail modalisboa@modalisboa.pt

quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

PETER DUNDAS NA EMILIO PUCCI

Peter Dundas foi nomeado novo director criativo da casa Emilio Pucci. O contrato de Matthew Williamson com a casa italiana expira no final deste mês e o designer britânico decidiu abdicar do seu posto para se concentrar exclusivamente no desenvolvimento da sua própria marca.

Peter Dundas, que abandonou a Emmanuel Hungaro no ano passado para assumir a direcção criativa da empresa Revillon, toma posse do seu novo cargo na Pucci no próximo dia 1 de Outubro. Depois de trabalhar com Christian Lacroix e Roberto Cavalli, o designer está decerto preparado para trabalhar os estampados psicadélicos e coloridos de Emilio Pucci.



Emilio Pucci é especialmente recordado como o criador de estampagens geométricas multicoloridas, muito em voga nos anos 60, mas a sua contribuição para o mundo da moda foi muito mais expressiva. Pucci revolucionou a moda dos anos 50 com um conceito inédito, a união entre vestuário formal e desportivo, e transformou-se num fenómeno em todo o mundo.

O ano de 1967 ficou marcado pela chamada "puccimania", que se estendeu pela década de 70. A sua imagem de moda vanguardista colocou-o entre os grandes criadores dos anos 60 e 70. Pucci evidenciou a identidade da mulher com as suas inovadoras peças pintadas, estampadas e bordadas, produzidas com novos materiais. Além de estampagens únicas, o designer italiano criou também vários tecidos, como o jersey de seda, por ele patenteado como “Emilioform”.

Nos anos 80, assistiu-se à renovação do chamado "Made in Italy", impulsionado pelo desejo de profissionalismo e pelo retorno aos tecidos clássicos e naturais. O pronto-a-vestir ganhou força e surgiu o conceito de “fashion designer”. Estavam em voga as peças estruturadas com decorações sumptuosas e a marca Pucci voltou a criar roupa sofisticada com tecidos nobres e estampagens geométricas em tons pastéis.

Emilio Pucci recusou-se, no entanto, a descentralizar a sua produção. O seu gosto pelo trabalho de artesão fê-lo transformar o seu negócio num laboratório de pesquisa.

Emilio Pucci faleceu em 1992, mas ainda assistiu a um regresso imprevisto das suas criações às páginas das principais revistas de moda.
Em 2000, a sua marca passou a ser controlada pelo poderoso grupo de artigos de luxo, LVMH. O nome Emilio Pucci voltou, desde então, a figurar entre as mais importantes etiquetas de moda italiana e integrou o calendário da Semana de Moda de Milão.

DO IT YOURSELF

A Ryz é uma marca desportiva fundada por ex-funcionários da Adidas nos EUA, que aposta em parcerias para a criação dos seus modelos de ténis. Qualquer pessoa que se registe no site da marca pode customizar um modelo e colocá-lo a votação. Os autores dos ténis mais votados ganham mil dólares como prémio e mais um dólar por cada par vendido. Os ténis custam 90 dólares cada.

As plataformas de customização online não são novidade, mas a oportunidade de vender o modelo desenvolvido por nós em todo o mundo é bastante atractiva.

http://www.ryzwear.com/

segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

DIESEL ORGANIZA A MAIOR FESTA GLOBAL DE SEMPRE



No próximo dia 11 de Outubro, a marca Diesel comemora o seu 30º aniversário (xXx) e convida todos os seus fãs a viverem intensamente a maior celebração de sempre: uma festa non-stop que irá percorrer 17 grandes cidades espalhadas pelo mundo durante 24 horas.

No sábado, 11 de Outubro, pelas 6 da tarde em Tóquio, a Diesel dará início ao gigantesco evento, que animará todo o globo, explodindo em cada fuso horário numa corrida internacional entre Tóquio e Nova Iorque. Pelo caminho, vai haver paragens em Pequim, Dubai, Tel Aviv, Atenas, Amesterdão, Milão, Zurique, Munique, Paris, Estocolmo, Copenhaga, Oslo, Helsínquia, Londres, São Paulo e Barcelona.

A Diesel elegeu a cidade de Barcelona como anfitriã do evento Rock&Roll Circus. Vários artistas, entre os quais o grupo electro-pop Hydrogenesse e o DJ David Holmes, vão dar um toque moderno a uma performance circense inspirada nos espectáculos de feiras criados no século XIX. A mulher barbuda, o fantoche que lê as sinas, o artista da corda bamba. Criaturas bizarras com destrezas incríveis transportarão o público até um conto mágico.

A festa será transmitida ao vivo através da página web http://www.diesel.com/, tornando o evento numa experiência verdadeiramente interactiva. A contagem decrescente já começou.


Mas as novidades não ficam por aqui. No dia anterior, 10 de Outubro, a Diesel colocará à venda nas suas lojas de todo o mundo e na sua loja online (store.diesel.com) um produto icónico de edição limitada, por um preço verdadeiramente atractivo. Esperam-se longas filas e as lojas de Lisboa e Porto também farão parte da iniciativa. O artigo surpresa só estará à venda nesse dia e vai decerto tornar-se num collector item, por isso, se quer ser um dos poucos a conseguir um exemplar, não deixe de marcar presença na sua loja Diesel, às 10 horas da manhã, do próximo dia 10 de Outubro.

Festeje com a Diesel!


Diesel Store Lisboa
Praça Luis de Camões, 28-32

Diesel Store Porto
Avenida da Boavista 1767-1837, Loja 1-2

quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

MANGO.COM COM NOVA IMAGEM

A página web da conhecida marca de moda espanhola, Mango, renovou a sua imagem. Está mais atractiva, dinâmica, funcional e tem como protagonistas Penélope e Mónica Cruz, Lauren Hutton, Alice Dellal e Nuno Lopes, entre outros.

Inspirada na temática de circo do desfile Outono/Inverno 08/09, www.mango.com conta com a colaboração do estúdio de design Vasava Artworks e com o notável trabalho da dupla de fotógrafos Mert & Marcus.

www.mango.com pretende ser um ponto de referência das últimas novidades do mundo da moda e, especialmente, das novas tendências apresentadas pela marca. Os utilizadores podem ver os vídeos dos últimos desfiles da Mango, estar informados sobre as últimas notícias e eventos da marca ou consultar toda a informação sobre as colecções e linhas que actualmente se encontram nas suas lojas de todo o mundo (Penélope & Mónica Cruz for MNG, MNG Jeans, HE by MANGO, etc.).

A Mango criou a sua página web em 1995, com o objectivo de apresentar as suas colecções e oferecer diferentes serviços através da rede. Ao longo destes anos, o site obteve diversos prémios, entre os quais se destacam o 1.º Prémio ao Melhor Website Comercial, atribuído no Concurso Nacional de Publicidade e Internet e o Premio à Melhor Web, atribuído por Franquicias Hoy.

VIKTOR & ROLF TROCAM PARIS PELA WEB

Viktor & Rolf, que sempre se destacaram pela grandiosidade dos seus desfiles, acabam de anunciar que não irão apresentar a sua nova colecção em Paris. Segundo o WWD, os designers holandeses vão trocar a apresentação convencional por um desfile virtual na sua página web.

A nova colecção da dupla para o Verão 09 intitula-se “Funny Face” e poderá ver-se a partir do próximo dia 2 de Outubro em http://www.viktor-rolf.com/. A plataforma permitirá não só ver o desfile, mas também ter acesso privilegiado ao backstage, para ver as sessões de maquilhagem e provas.

Sem dúvida, uma excelente forma do público em geral ter acesso ao desfile e poder desfrutar da front row virtual.

A marca está prestes a transitar para as mãos de Renzo Rosso, fundador da Diesel, que já declarou a sua intenção de torná-la rentável, mas os admiradores de Viktor & Rolf não duvidam que a dupla voltará a brilhar em Paris.

IMAGEM: Desfile Viktor & Rolf - Inverno 08/09

REI KAWAKUBO COLABORA COM WALLPAPER

A edição de Outubro da revista de lifestyle, Wallpaper, conta com uma colaboração muito especial. Rei Kawakubo, designer da Comme des Garçons, vai comissionar um portfolio de 20 páginas de arte, fotografia, ilustração e design gráfico. Os trabalhos publicados foram especialmente produzidos para a publicação e resultam numa apresentação única das inspirações e filosofia de design de Kawakubo.

“Fazer roupa não é a única forma de expressar a essência e valores da Comme des Garçons”, afirmou Kawakubo. “É difícil dizer tudo o que quero dizer com 20 páginas de moda. Ao escolher o trabalho de vários artistas concordantes com o espírito da marca, obtém-se uma nova orientação e as 20 páginas tornam-se um modo de expressão”. Rei Kawakubo pretende contestar a necessidade da indústria da moda em gerar dinheiro, que muitas vezes ultrapassa a arte e a sua verdadeira natureza.

Comme des Garçons tem lojas nas principais cidades do mundo, além de guerrilha stores em localizações pouco prometedoras como Brooklyn e Beirute. De referir também as colaborações com marcas tão diversas como H&M, Speedo e Louis Vuitton. A colecção cápsula de 30 peças que a designer desenhou para a H&M chega às lojas no próximo mês de Novembro.

quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

CIA.MARÍTIMA NA MODALISBOA|ESTORIL

As marcas continuam a integrar o calendário da ModaLisboa I Estoril. Nesta edição, vamos contar com a presença da CIA.Marítima, que traz como tema para a colecção Verão 09, o “Bohemian Hippie”.

A Cia.Marítima é uma empresa brasileira, fundada em 1990, que actua no segmento de Beachwear. Apresenta-se como líder do sector na América Latina e destaca-se por se dedicar, desde o início, à criação de um conceito de moda praia e não apenas à produção biquinis.

Enquanto empresa do Grupo Rosset, a maior fábrica de tecidos com lycra do Continente Sul Americano, a marca possui um reconhecido know-how que serve de base ao desenvolvimento têxtil dos seus produtos. O resultado são tecidos e aviamentos da mais alta tecnologia com estampados e modelagens exclusivos. Em função disso, a empresa conquistou o lugar de maior difusora de tendências neste disputado segmento e estabeleceu um padrão de qualidade único na indústria de moda de praia.

Actualmente as suas peças são exportadas para vários países na Europa e para os Estados Unidos, sendo a maior exportadora de Beachwear do Brasil.



Colecção Verão 09
Bohemian Hippie

A colecção para o próximo Verão faz uma releitura requintada do psicadelismo dos anos 60 e 70, propondo um lifestyle totalmente renovado e actual.

Apresenta vinte e um estampados que traduzem o estilo da estação, que em grande parte é inspirada na sofisticada “Swinging London” da década de 60. Os desenhos lembram o ar romântico retro, aliado ao estilo ingénuo da boutique Biba. Outro grande inspirador é Ossie Clark, nome marcante da moda inglesa. Este criador foi o primeiro a fundir a moda rock n’roll com vestidos sexy. Actualmente, as suas peças são muito procuradas em lojas vintage de todo o mundo.

As tapeçarias orientais e o sempre clássico “animal print” dão um toque de glamour e sofisticação à colecção. A Cia.Marítima foi buscar às décadas de 60 e 70 a técnica milenar de tingimento muito usada por povos primitivos da Ásia e da África: o Tie-Dye, que se tornou uma febre no circuito da moda do final dos anos 60. As peças são tingidas separadamente e cada uma torna-se especial e única, confeccionadas em veludo liso e com Lycra (Velour) sobre o estampado.

A aposta de cores para esta colecção fica por conta do lavanda e do coral, usados sozinhos ou misturados com outros tons densos, como café, cinzento rato e verde musgo. Os pastéis e os fluorescentes, como amarelo e rosa néon, também aparecem no verão da Cia.Marítima com todo seu esplendor.

A tanga Saint-Tropez é um modelo sexy com anca mais baixa e a parte de trás maior. Pode ser atado tanto na lateral, como com detalhes de argolas ou correntes. Este tipo de tanga é um hit entre as celebridades que ditam as tendências pelo mundo.

Outra novidade é o clássico top “faixa” torcido com copas incorporadas, que nesta colecção se apresenta numa versão mais moderna, com uma argola no centro.

A Cia.Marítima desenvolveu ainda uma linha de saídas de praia, lisas e estampadas, inspiradas no “savoire vivre”. São túnicas, vestidos, saias, shorts e t-shirts com cortes amplos feitos em jersey ou em malha Flaip.

A Mini Cia.Marítima é a grande novidade da colecção Verão 09. Trata-se de uma linha infantil para meninas, criada com a mesma imagem e inspiração das peças da colecção adulta.

terça-feira, 16 de Setembro de 2008

AUTARQUIA DE SETÚBAL DISTINGUE LUÍS BUCHINHO

Luís Buchinho foi ontem homenageado pela Câmara Municipal de Setúbal, durante a sessão solene das comemorações do dia de Bocage e da cidade.

Durante a cerimónia, que decorreu no salão nobre da Câmara, foram atribuídas condecorações a diferentes personalidades e instituições que, de alguma forma, se distinguem na sociedade setubalense. Luís Buchinho foi condecorado com a Medalha de Honra da Cidade, na Classe Actividades Culturais. Na mesma categoria foram também distinguidos Daniel Pires, fundador e presidente do Centro de Estudos Bocageanos, o médico Henrique Soudo, a poetisa Alexandrina Pereira e o professor António de Almeida Pina. A Medalha de Honra da Cidade foi ainda entregue, na Classe Comércio, a António Graça, fundador da livraria Antecipação, uma das mais prestigiadas da cidade de Setúbal.

O poeta e pedagogo Sebastião da Gama recebeu, a título póstumo, a Medalha de Ouro da Cidade e o título de Cidadão Honorário. O editor, crítico literário e escritor Luiz Pacheco, que viveu em Setúbal, foi também homenageado a título póstumo na Classe Paz e Liberdade.

MAISON MARTIN MARGIELA FESTEJA 20 ANOS

A Maison Martin Margiela festeja este ano o seu 20º aniversário. Para celebrar a data, o seu discreto e criativo fundador apresenta uma retrospectiva do seu trabalho no ModeMuseum, em Antuérpia. Até 8 de Fevereiro de 2009, os visitantes poderão reviver 20 anos de criação através de “Maison Martin Margiela (20) The exhibition”, uma mostra repleta de colecções, desfiles, instalações e memórias de eventos. Esta exposição é também um convite à descoberta do universo da marca, das suas lojas e ateliers. A cenografia é da autoria de Bob Verhelst, ex colaborador de Margiela, que adaptou os códigos da marca ao museu.

Depois de 20 anos, Martin Margiela permanece um enigma. O designer, que se recusa a aparecer em público, estudou na Royal Academy of Fine Art, em Antuérpia, e integrou o famoso grupo "Six d’Anvers", juntamente com Ann Demeulemeester, Raf Simons, Dirk Bikkembergs e Walter Van Beirendonck. Iniciou a sua carreira na casa Jean Paul Gaultier, em Paris, e em 1988 fundou a Maison Martin Margiela. Nesse mesmo ano, apresentou a sua primeira colecção de senhora, atraindo imediatamente a atenção de críticos e profissionais de moda. Em 2000, abriu a primeira loja Margiela em Tóquio.

Mais do que um designer vanguardista, Margiela Margiela é considerado um artista, tendo as suas criações sido expostas em vários museus, incluindo o Victoria & Albert Museum, em Londres. Dotado de uma enorme criatividade, o designer belga mistura, sobrepõe e joga com materiais e proporções, criando colecções totalmente desconstrutivistas.

Martin Margiela pretende romper com as regras vigentes, mas com um total respeito pela autenticidade e pela noção de “work in progress”. Extremamente reservado, evita a imprensa e esconde-se para ceder espaço à sua obra.

MOMU :. MODEMUSEUM
Nationalestraat 28 B – 2000 Antwerpen (Belgique)

http://www.momu.be/

segunda-feira, 15 de Setembro de 2008

EXPERIMENTADESIGN EM AMESTERDÃO

Após 4 edições de sucesso em Lisboa, a ExperimentaDesign - Bienal internacional dedicada ao design, arquitectura e cultura contemporânea – foi convidada a expandir-se à capital dos Países Baixos.

A ExperimentaDesign vai passar a realizar-se, em anos alternados, em Lisboa e Amesterdão, com programas diferentes em cada uma das cidades.

A primeira edição em Amesterdão terá lugar de 18 de Setembro a 2 de Novembro de 2008, sob o tema “Space and Place - Design for the Urban Landscape”, e promete acelerar o ritmo da metrópole com um programa estimulante e multidisciplinar que combina exposições, intervenções urbanas, conferências e debates. Focando a cultura urbana como palco privilegiado do cidadão global, a Bienal explora o design urbano mais inovador e desafiante enquanto processo de acção social, diálogo e experimentação.

Durante um mês e meio, a cidade albergará uma série de talentos internacionais, enchendo-se de jovialidade, interactividade e energia criativa.

A ExperimentaDesign Amsterdam 2008 convida designers, arquitectos, criadores e público de todo o mundo a explorar um dos mais interessantes cenários urbanos da Europa: Amesterdão.

http://www.experimentadesign.nl/

SITE VERNER PANTON

Verner Panton (1926-1998), um dos mais importantes e inovadores designers da segunda metade do século XX, fez história com as suas criações visionárias. O designer dinamarquês, que se tornou perito em atribuir um tom lúdico a peças nascidas na era pré tecnológica, revolucionou a forma de ver o Design na década de 1960, especialmente com os seus interiores.

Verner Panton nasceu em 1926, em Gamtofte, Dinamarca. Frequentou a Escola Técnica de Odense e licenciou-se em Arquitectura na Academy of Art de Copenhaga. Trabalhou como arquitecto e designer freelancer em inúmeros países europeus, tendo as suas criações, baseadas em formas geométricas, atraído a atenção do mundo inteiro.

Verner Panton deu início à revolução Pop no mobiliário da época, trabalhando com plástico, poliuretano e espuma. Para ele era impensável sentar-se num sofá bege e quadrado. Influenciado pelo design italiano e norte-americano, criou peças como a cadeira “Cone” (1958), semelhante a um cone de gelado, cujo apoio é centrado no ponto mais estreito da base, desafiando a lei da gravidade.

Em 1960, lançou a famosa cadeira “Panton” em forma de S, um dos ícones da Pop Art. Trata-se de um módulo versátil, leve e confortável feito de um bloco único de polietileno, em seis cores marcantes. Quando justapostos, na posição de poltrona, os módulos podem compor sofás de dois ou mais lugares. Como dizia Panton, “Sentar poderá vir a ser uma experiências tão excitante e divertida quanto brincar”.

Em estreita cooperação com a família de Verner Panton, o site Architonic reuniu e estruturou todo o arquivo do designer e apresenta-o agora ao público em www.verner-panton.com

sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

LEVI'S 501 - LIVE UNBUTTONED

A marca Levi’s lança “Live Unbuttoned”, uma campanha mundial que recupera o modelo 501 como protagonista. O mítico jeans de corte recto compete com as últimas tendências em termos de qualidade, conforto e espírito, sendo o único modelo da marca que fecha com botões. O tema “Live Unbuttoned” foca a experiência de “desabotoar”, libertando-se de inibições e convenções. A campanha usa o acto de desabotoar os jeans 501 como símbolo de expressão pessoal e de revelação. A agência Bartle Bogle Hegarty (BBH) criou o conceito e lidera o desenvolvimento de toda a campanha.

Desde Maio passado, a Levi’s lançou dez spots na Internet, mas parece não ter sido suficiente já que a marca se prepara para apresentar mais quatro vídeos no próximo dia 15 de Setembro, para televisão e Internet, a nível mundial. Para já, sabe-se que um deles, “Secrets and Lies”, dirigido por Jeff Labbe, mostra como diferentes personagens se desfazem dos seus jeans, enquanto confessam algumas mentiras e segredos. "Unbreakable", "First time" e "Guitar" acompanham “Secrets and Lies”.

“Com a marca Levi’s presente em mais de 110 países somos a empresa de jeans Nº 1 do mundo. Esta campanha dá-nos a oportunidade única de levar a nova geração de consumidores de jeans de todo o mundo a saber que o original 501 jeans é contemporâneo e relevante para o seu lifestyle. Nenhuma outra marca de jeans pode fazer isso”, afirma John Anderson, presidente da Levi Strauss & Co.

“Live Unbuttoned” é a primeira campanha global integrada da Levi’s e é tão ambiciosa que pretende converter-se na maior campanha da marca a nível mundial, unificando não só as campanhas televisivas mas também a gráfica, que tem como protagonista Josh Beech, líder da banda rock Snish.

Mas as novidades não ficam por aqui. A Levi’s organizou um concurso de bandas em colaboração com o Myspace.com e Sinnamon Record, em que o vencedor terá a oportunidade de tocar no festival itinerante de música alternativa, Wintercase San Miguel, deste ano.

CONFERÊNCIAS NO MUSEU DO TRAJE DE MADRID

O Museo del Traje, em Madrid, convida-nos, mais uma vez, a conhecer o fascinante trabalho de alguns dos mais importantes designers de moda internacionais. Sem se restringir a um estilo ou a uma época, o ciclo de conferências de Outono do museu madrileno percorre a história do vestuário através de 8 nomes notáveis.

O ciclo começa no próximo dia 18 de Setembro com Jacques Doucet e prossegue nas 7 quintas-feiras seguintes com Lanvin, Ralph Lauren, Paco Rabanne, Christian Lacroix, Vivienne Westwood, Jean Paul Gaultier e finalmente Oscar de la Renta.

Quem planeia ir a Madrid nas próximas semanas e quiser saber tudo o que sempre desejou sobre o trabalho destes designers, não pode deixar de assistir às dissertações. O salón dos actos do Museo del Traje será o ponto de encontro. A entrada é gratuita.


MUSEO DEL TRAJE
Avenida de Juan de Herrera, 2
Madrid 28040

EYE CANDY

A empresa Eye Candy Can criou um curioso dispositivo em forma de chupa-chupa que transmite imagens para o cérebro através da língua. A tecnologia baseia-se numa investigação do neurocientista americano, Paul Bach-y-Rita, e é desenvolvida pela empresa de equipamentos médicos, Wicab.

Cada um dos nossos sentidos - audição, visão, tacto, paladar e olfacto – envia informação para o cérebro com uma frequência diferente. O cérebro determina de onde vem a informação sensorial que recebe através da sua frequência de ressonância, para posteriormente a processar da forma correcta.

Uma série de ressoadores posicionados na superfície do Eye Candy transmitem informação da língua para o cérebro à frequência que os olhos normalmente enviam informação visual para o cérebro. Este processo chama-se substituição sensitiva e pode ser usado para complementar os sentidos das pessoas, habilitando-as a ver as emotivas imagens contidas no Eye Candy.

O Eye Candy está disponível em 6 sabores, que ajudam os consumidores a ganhar alento, a relaxar, a socializar, a meditar, a vencer os medos e a melhorar a atenção.

Uma forma natural e saborosa de vencermos as nossas dificuldades!

http://www.eyecandycan.com/


quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

COMBO: O DESIGN COMBINA

Com Comércio tradicional. Com Centros históricos. Com Cidades criativas.
Um projecto aforest-design.

Vai ter início em Outubro, na ModaLisboa I Estoril, “Combo”, um projecto inovador assinado pela aforest-design.

Combo é uma iniciativa que apresenta 5 objectos desenvolvidos para intervir em 5 lojas de comercio tradicional: uma drogaria, uma mercearia, uma florista, uma pastelaria e uma livraria. Os 5 objectos, produzidos no estabelecimento prisional de Tires, tocam duas vertentes do design, o design de moda e o design de produto. Para além de um papel decorativo ou puramente estético, cumprem também uma funcionalidade, podendo ser “vestidos” como um acessório de moda ou “utilizados” como um acessório de design de produto.

Financiada pela Direcção Geral das Artes e acreditada pelo Centro Português de Design esta iniciativa que vai percorrer o País promete dinamizar o comércio tradicional e os centros históricos das cidades, bem como aproximar o design do público em geral.

Todos os pormenores em http://combo.aforest-design.com/



OBJECTOS:

JARRA COM PUNHO


Jarra com punho é uma forma suave, confortável e descontraída de receber e vestir os elementos coloridos, orgânicos e cheios de vida que encontramos numa florista. Uma forma que muda consoante a função que lhe destinamos.

Jarra com punho é uma jarra e um acessório de punho. A recontextualização deste objecto passou por uma construção com base num novo tipo de material e acabamento, que o associou ao vestuário: distorcendo o toque, a forma e a textura de uma jarra. Jarra com punho tem uma forma macia que lhe permite ser vestido e o transforma num acessório de moda.

A sua criação atravessou um processo de experimentação de diversas estruturas maleáveis para suportar a forma, desde espuma, dracalon material, até chegar à felpa de algodão em cinza mesclado, um dos materiais favoritos da aforest-design.




MALA COM DEZ BOLSOS

Este objecto tão original quanto tradicional foi criado tendo em mente o universo de uma drogaria, com os seus múltiplos produtos, ora uma bisnaga de tira-nódoas, ora um pincel, ora uma pequena ferramenta, ora um conjunto de ganchos. A sua inspiração surgiu da tão típica “biscoiteira”, um objecto simples mas ao mesmo tempo tão fascinante, que deu origem a uma mala com, nada mais nada menos, do que dez bolsos.

Na verdade, a construção da mala de dez bolsos é simples mas a complexidade dos seus compartimentos tem muito que se lhe diga. Três círculos cosidos de forma desencontrada criam várias zonas de arrumação de tamanhos diferentes, os espaços ideais para transportar produtos tão díspares como os de uma drogaria.

A simplicidade do objecto original foi respeitada através da reinvenção da sua fórmula geométrica. A introdução de duas asas, retiradas da forma circular com um corte e reforçadas com entretela, tornam-na o acessório perfeito e resistente para uma ida às compras à drogaria.




CAPUZ-CESTA

Partindo duma cesta e da interpretação do seu entrelaçado, surge capuz-cesta, uma nova forma de ir às compras. Usando o entrelaçado tão típico das cestas de vime num novo contexto e jogando com a sua escala, surge um capuz de grande dimensão que funciona como um abrigo das intempéries ou como um saco de compras. O formato capuz sugeriu uma bolsa de transporte e, após alguns ensaios, foi encontrada uma forma inovadora e versátil de utilizar o objecto, ora como peça de vestuário, ora como acessório de transporte.

Nesta peça foram experimentados inúmeros pesos, volumes, resistência e equilíbrios para que, no final, esta cumprisse a desejada função. Assim, capuz-cesta é uma peça que se pode vestir e utilizar simultaneamente como uma bolsa de transporte. Cabe, depois, a cada utilizador decidir se prefere usar este objecto como uma mochila, um saco ou um capuz.




CAIXA-EMBALAGEM PARA BOLOS

Será possível obter algo de novo a partir de um formato tão conhecido como a tradicional caixa de bolos? Olhando com atenção para este objecto obtemos a resposta. Inspirada na clássica caixa de bolos, tradicionalmente feita de papel manteiga, sempre única, sempre diferente, em parte pela forma que o executante vinca o papel, Caixa-embalagem para bolos recria um universo que nos é tão familiar, fornecendo-lhe uma nova interpretação.

A construção partiu dos mesmos pressupostos da tradicional embalagem em folha de papel mas ganhou um novo fôlego com a alteração de uma dobragem. Essa “pequena diferença” permitiu fechar a caixa, tornando-a um invólucro mais seguro e prático.

A troca de materiais, do papel rígido para a malha, com propriedades quase opostas, tenta mais uma vez dar uma nova interpretação a algo tão familiar que já faz parte do nosso imaginário.




CACHECOL-BOLSO DE LIVRO

É um cachecol com extensão para um bolso ou um bolso com uma extensão que se veste? É, literalmente, à vontade do freguês ou, se preferir, do leitor.

Cachecol-bolso de livro é um objecto que surgiu da necessidade de se ter um livro sempre à mão. Quem já não desejou ter um livro consigo em alguns momentos? aforest-design criou a partir dessa necessidade-chave um objecto que lhe permite ter um livro sempre por perto. Cachecol-bolso de livro possui acabamentos de vestuário, malha canelada à volta da cava, para melhor ser utilizado como cachecol e como meio de transporte para livros.

O peso do livro no pescoço é anulado devido à introdução de uma cava, que proporciona uma reforçada (e desejada) comodidade para o utilizador/leitor. E mesmo que não possa levar todos os livros da livraria, há sempre espaço para um mais desejado... mesmo que seja mais volumoso.

quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

KATE MOSS, NOVA AFRODITE

Kate Moss é a musa de Marc Quinn. Em 2006, o artista inglês representou a modelo em posturas contorcidas de ioga, com as pernas cruzadas sobre os ombros. Agora, esculpe o seu rosto numa enorme estátua, intitulada “Siren”. Esta escultura, a maior realizada desde o antigo Egipto – está actualmente em exibição no British Museum, em Londres, integrada na mostra “Statuephilia: Contemporary Sculptors at the British Museum”. A “Siren” de Marc Quinn impõe-se na Nereid Gallery, entre as obras de Damien Hirst, Damien Hirst, Philip Attwood ou Ron Mueck. O rosto de Kate Moss, ícone de beleza da nossa época, aparece como uma nova Afrodite. O artista vê a modelo como "a imagem contemporânea de uma esfinge, repleta de mistério, idolatrada por muitos e criticada por outros, a deusa do amor e da beleza do século XXI".


Marc Quinn nasceu em Londres em 1964. Estudou história da arte na Cambridge University, entre 1982 e 1985, e regressou posteriormente à capital britânica, onde iniciou a sua carreira como escultor. A utilização de materiais invulgares nas suas obras, como gelo, pão, sangue, silicone ou chumbo, traduz o seu interesse pela anatomia.

A obra que o tornou conhecido foi Self (1991), uma representação da sua cabeça feita com 4,5 litros do seu próprio sangue. Esculturas de várias partes do seu corpo foram expostas na Tate Gallery, em Londres, em 1995, sob o título “Emotional Detox: The Seven Deadly Sins”. Exposições como “Sydney Bienalle” (1992), “Young British Artists” (Saatchi Gallery, 1993) e “Sensation” (Royal Academy of Arts, 1997), contribuíram para elevar a sua reputação.

As aparentes imperfeições humanas também atraem Marc Quinn como tema. Em 1999, o artista iniciou uma série de retratos de pessoas sem membros. Destaca-se a escultura da artista plástica Alison Lapper, grávida, que fica num pedestal na Trafalgar Square, em Londres. A obra chama a atenção pelo facto de Alison Lapper ser deficiente física, tendo nascido sem os braços e com as pernas encurtadas devido a uma doença congénita.

Marc Quinn é considerado um dos artistas mais interessantes da actualidade.

terça-feira, 9 de Setembro de 2008

MODALISBOA|ESTORIL 31 "REFLASHION"

“Reflashion” é o tema da próxima ModaLisboa I Estoril, a realizar nos dias 9, 10, 11 e 12 de Outubro, na Cidadela de Cascais.

Quem faz a moda?
Que moda se faz?
Quem segue a moda?
Para onde segue a moda?

Mesmo quando se trata de consagrar, de enaltecer, de exultar ou testemunhar, quando os criadores sobem a palco, as luzes se apagam e se respira o lapso de silêncio antes do desfile, mesmo nesse instante há uma série de questões que se colocam. Elas tanto podem ser de comércio ou de mercado, de filosofia ou de religião, tanto podem ser de ética como de estética. Mas essas questões nunca passam de moda.

O desafio: afinal que lugar tem a moda na moda dos nossos dias? E esse lugar é um espaço livre de pensamento e reflexão? Ou apenas um timing para garantir a resposta imediata, os prazos a cumprir e as mostras a gerir? A ModaLisboa I Estoril pode não ter as respostas, ou todas as respostas, mas nunca deixará de fazer as perguntas, ou provocar a maioria delas nos jornalistas e comunicadores, nos intervenientes e action makers. Para que o debate seja reposto – e condignamente exposto.

O que quer dizer “Reflashion”? O significado é livre, a associação livre, por isso “Reflashion” quer dizer muito. Ou melhor, não quer deixar nada por dizer. Como um código à espera do seu abracadabra, “Reflashion” completar-se-á em quatro dias de Outubro, para eventual descompressão da Moda (com maiúscula). “Reflashion” será flash, o relâmpago da fama e a luz da ribalta. “Reflashion” será reflexão, ou súbito interlúdio ao acto da criação. “Reflashion” será um jogo de espelhos, uma requalificação da imagem, uma nova ordem que se questiona, tanto como a nossa óptica pode ser afinal uma ilusão.

E “reflashion” será inevitavelmente fashion. Fashion como só a ModaLisboa I Estoril sabe ser. Fashion como é a fantasia dos criadores e como será a intervenção dos convidados. Fashion no momento de pensar, de sonhar e de concretizar.

Na nossa 31ª edição serão apresentadas as colecções para a Primavera-Verão 2009. Vamos fazer um trinta e um?


MODALISBOA I ESTORIL
9/10/11/12 OUTUBRO 08
CIDADELA DE CASCAIS
VERÃO/ SUMMER 09

Apresentação Oficial das Colecções dos Criadores Portugueses.

Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Cascais, do Turismo do Estoril e da Associação ModaLisboa.

segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

PARA LER E CONTEMPLAR

Vasos e mobiliário feitos de livros em segunda mão? Não se trata de imaginação mas sim das mais recentes criações de Laura Cahill. A jovem designer descobriu que a cola dos livros antigos os torna extremamente difíceis de reciclar, por isso decidiu transformá-los em diferentes objectos como vasos, candeeiros, mobiliário e ornamentos. O seu método marca passos no design sustentável porque prolonga a vida do produto e usa menos energia que a reciclagem.

“Começei a experimentar outras possibilidades de utilização para os livros em segunda mão. Usando métodos tradicionais de encadernação, transformei-os em objectos desejáveis. As minhas criações transformam desperdícios em formas de arte esteticamente agradáveis. Comecei por fazer um banco chamado “Heavy Read”, agrupando um lote de livros antigos. Desenvolvi um modo de criar formas tridimensionais, fixando a lombada dos livros de modo a que uma vez abertos adquirissem uma forma cilíndrica. Desenhei uma colecção de “vasos livro” usando tubos de ensaio como recipientes de água e depois alarguei o conceito a um candeeiro de pé, intitulado “Reading Light”. Na base do candeeiro usei formas curvilíneas para criar um efeito suave e espectral”, explicou a designer.

Para ler e contemplar!

PHOEBE PHILO NA CASA CELINE

Phoebe Philo deixou a Chloé em 2006, por ocasião do nascimento da sua filha. Depois de dois anos de ausência, a designer prepara-se agora para regressar ao mundo da moda, como directora criativa da casa Celine.

Phoebe Philo, que irá suceder a Ivana Omariz, definiu o estilo Chloé entre 2001 e 2006, impondo-o como uma referência e seduzindo editoras de moda e inúmeras celebridades. Foi ela que lançou a linha de marroquinaria Chloé e as suas it bags. Depois da sua saída, a Chloé teve grandes dificuldades em manter o seu sucesso. O criador Paolo Melim Andersson desenhou três colecções, rompendo totalmente com a tradição da casa parisiense. Em Março passado foi substituído por Hannah MacGibbon, uma designer que conhece bem a casa porque trabalhou no gabinete de design com Phoebe Philo durante cinco anos. A sua primeira colecção para a Chloé será apresentada em Outubro, na semana de moda parisiense.

Phoebe Philo iniciará funções na Celine em Outubro próximo.

quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

RÁDIO DIESEL:U:MUSIC ESTÁ DE VOLTA

Em 2001, a marca Diesel lançou um concurso internacional, o Diesel:U:Music, com o objectivo de descobrir e apoiar novos talentos da música. No passado mês de Maio, o Diesel:U:Music deixou de ser uma competição e tornou-se numa plataforma sujeita à espontaneidade e criatividade musical dos uploads realizados por qualquer músico ou banda do mundo. Transformou-se, assim, numa inovadora estação de rádio conduzida pelo espírito de renovação, descoberta e criatividade, dedicada a todos os que vivem de e para a música.

Entre 12 de Setembro e 12 de Outubro de 2008, a Diesel:U:Music, que atraiu mais de um milhão de ouvintes durante o primeiro mês, vai voltar a difundir sons repletos de inovação e criatividade. Espera-se uma programação original feita por artistas, apresentadores, bloggers, jornalistas e vários jovens talentos que vão ter a sua primeira experiência na rádio, apresentando 5 minutos de áudio diários. A rádio D:U:M irá expandir-se, convidando as melhores web rádios de todo o mundo para fazerem parte de uma rádio global e darem a conhecer talentos promissores ainda por revelar.

No passado, a D:U:M contou com inúmeras participações: Flava Flav, Har Mar Superstar, Klaxons, Busy P, Bang Gang, Hot Chip, Simian Mobile Disco, Noah and the Whale, White Williams, Radio Clit, Diplo, Dragonette, Black Ghosts, Four Tet, New Young Pony Club, Domino Records, Skint Records, Merok Records, Angular Records, Dissident Records,1965 Records, entre muitos outros.

Quem não teve a oportunidade de ouvir a Diesel:U:Music da primeira vez, pode fazer o download de 4 podcasts oficiais da D:U:M a partir do iTunes. Se deseja divulgar o seu trabalho, pode criar um perfil no Diesel Cult, aceder a www.diesel-u-music.com e fazer o upload das suas músicas. Depois é só esperar pelos downloads e comentários dos fãs.

A partir do próximo dia 12 de Setembro, entre em www.diesel-u-music.com e participe de novas e ilimitadas experiências sonoras.

NOVA CAMPANHA MASCULINA MIGUEL VIEIRA

Miguel Vieira apresenta a sua nova campanha masculina para o Inverno 08/09, cujo rosto é o modelo português Ricardo Claudino.

Ricardo foi fotografado dentro de uma piscina revestida a pastilha preta, um cenário concordante com o tema da colecção de Miguel Vieira. O designer inspirou-se na célebre frase do arquitecto Mies Van Der Rohe - “Menos é mais a máxima do modernismo” - e propõe para este Inverno um misto de orgânico e minimalismo, vestindo os homens com fatos cintados e com cortes retro.

Além da campanha de Menswear, Miguel Vieira apresenta também as campanhas de Sunglasses e Underwear.

A NOVA COLETTE

Depois de 7 semanas de renovação, a famosa concept store parisiense, Colette, reabriu ao público no passado dia 25 de Agosto. O novo espaço, desenhado pelo arquitecto Masamichi Katayama da firma Wonderwall, oferece uma nova trajectória através de três andares com streetwear, CDs e DVDs, moda, beleza, um espaço para projectos temporários no primeiro andar e o water-bar no rés-do-chão.

O site http://www.colette.fr/ também sofreu alterações e apresenta agora uma nova e-shop, onde brevemente estarão disponíveis todos os produtos à venda na loja parisiense. Foi ainda criada uma nova secção de blogue, que contará com a colaboração de vários convidados.






quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

O ANO DE COMME DES GARÇONS

A colaboração de Commes des Garçons com a H&M para o Outono/Inverno 08/09 vai decerto marcar a trajectória e o conceito de moda da cadeia sueca. No próximo mês de Novembro, as criações de Rei Kawakubo, a genial designer da Comme des Garçons, estarão disponíveis nas lojas H&M em todo o mundo.

As imagens já reveladas da colecção evidenciam a sua divergência das anteriores linhas resultantes das parcerias entre a H&M e designers conceituados como Stella McCartney, Karl Lagerfeld, Roberto Cavalli, ou mesmo Viktor & Rolf. Casacos desconstruídos, calças com gancho descaído, casacos de malha às bolas, saias em jersey e muito preto patenteiam a assinatura de Comme des Garçons. A colecção inclui também acessórios e um perfume que mistura cedro e pachuli.


Rei Kawakubo aliou-se também a uma célebre marca de artigos de luxo para um projecto pontual. A designer japonesa sempre hesitou associar-se a uma marca como a Louis Vuitton, cuja visão empresarial é completamente oposta à sua. No entanto, uma conversa de Marc Jacobs, director criativo da casa francesa, com Adrian Joffe, marido de Kawakubo e presidente da Comme des Garçons, foi suficiente para convencê-la. “Admiro-a e venero o seu trabalho. Seria maravilhoso que uma pessoa como Kawakubo trouxesse as suas ideias para o mundo Vuitton”.

Desta colaboração pontual resultou uma mini colecção composta por seis malas exclusivas, que decerto farão as delícias das fãs de ambas as marcas. Estas criações especiais estarão à venda a partir de amanhã na loja temporária que a casa francesa abriu no espaço Comme des Garçons, no glamouroso bairro de Aoyama, em Tóquio. “É impossível minimizar a influência de Rei Kawakubo na moda actual”, afirmou Marc Jacobs.

LEE PATROCINA LIVRO DE FOTOGRAFIAS DE “HOPPY”

Aos 70 anos, o fotógrafo, jornalista e activista político inglês, John Hopkins, mais conhecido como “Hoppy”, publica o seu primeiro álbum fotográfico, com o apoio exclusivo da marca Lee. O livro, intitulado “From the Hip”, revela uma época e o trabalho do lendário fotógrafo da contracultura durante a década de 60. Reúne um importante registo da cena musical londrina (Rolling Stones, Beatles and Marianne Faithfull) e presta homenagem às origens do Jazz (Duke Ellington, Sonny W e John Lee H).

A Lee identifica-se com as imagens despretensiosas captadas por “Hoppy” nos anos 60 e com o seu individualismo, partilhando o interesse pelas pessoas reais, cujos retratos desafiam o universo efémero da moda e inspiram o seu trabalho.

A atitude de John Hopkins está presente no espírito da colecção Gold Label, que lhe foi dedicada, e é visível nas imagens de rockers e motards captadas pelo próprio fotógrafo.

“From the Hip” está à venda em Portugal em livrarias especializadas e através de encomenda na Amazon.com. Custa 34€.

terça-feira, 2 de Setembro de 2008

INFUSION D’HOMME - NOVO PERFUME MASCULINO PRADA

Para lançar o seu novo perfume masculino, Infusion d’Homme, a marca Prada convidou 9 jovens realizadores de cinema das maiores produtoras do mundo para captarem a essência da fragrância. Deste convite resultaram 9 curtas-metragens de três minutos inspiradas pelas associações sensoriais do perfume.

O projecto foi coordenado por Piedro Scala, um dos mais importantes realizadores de cinema do mundo, galardoado com dois Óscares, que teve como missão criar uma visão sintetizada de Infusion d’Homme para cada vídeo. Os filmes são assinados pelo francês Cyril Guyot, com “To Myself”; o brasileiro Guga, com “Evolution”; ou o italiano Edoardo Lugari com “La scia” e podem ser visionados no website www.prada.com ou nas lojas da marca. Este novo projecto é um prolongamento do primeiro ensaio de Prada para o grande ecrã, o filme de animação “Trembled Blossoms”, que a marca italiana apresentou na Semana de Moda de Nova Iorque, em Fevereiro passado.

O perfume Infusion d’Homme, criado em colaboração com a perfumista Daniela Andrier, mistura óleo de flor de laranjeira, íris, vetiver e essência de cedro e é complementado com uma linha de gel de duche, bálsamo e after-shave, sabonete e desodorizante.