sexta-feira, 8 de março de 2013

RICARDO DOURADO


COLEÇÃO OUTONO / INVERNO 2013/14

DOWNLOAD PRESS RELEASE >



EM CONVERSA COM RICARDO DOURADO

Daily ModaLisboa - O mundo mudou e todos fazemos parte deste movimento de mudança. Como se adapta a Moda a esta transformação?
Ricardo Dourado - A moda pertence ao universo dos inadaptados, ainda assim penso que tem vindo a reagir fortemente contra tempos de austeridade, notando-se cada vez mais uma forte e importante atividade no seu universo. Desde os manequins e stylists até às próprias marcas, todos apostam na procura de identidades cada vez mais fortes e diferenciadoras. No final cada um encontra novos mercados e novas formas de entender e consumir moda.

- No atual conceito de moda o que valoriza mais: o design ou o corte?
Se entender o design como pensamento e corte como construção, valorizo o design, no entanto em moda e especialmente em design não vale a pena seres um génio se não souberes construir.

- De todas as coleções que já desenhou, qual foi para si a mais memorável?
Será sempre a próxima! No momento que não sinta isso paro!

- Gosta de voltar a coleções antigas e dar-lhes uma nova vida?
Não, já fiz isso e percebi que é um erro, no entanto há sempre boas ideias na gaveta ou que não tiveram tempo de crescer.

- O que o inspirou e quais as suas propostas para o outono / inverno 13/14?
Esta coleção parte do ambiente muito próprio que se vive no Soweto. Não pela sua história ou pela sua conotação política mas pela sua energia, pelas pessoas que lá vivem e a forma como interpretam as suas raízes num bairro que apesar de tudo se tornou tão urbano. Gosto das cores dos equipamentos dos miúdos a jogar à bola, gosto dos padrões coloridos que as mães vestem, gosto das caras sorridentes, gosto do barulho das motas que passam, gosto da felicidade que se vive ali com tão pouco. Esta coleção tem tanto de urbano como de étnico. Termocolei tecidos originais africanos com neoprens, fiz patchwork em pelos diferentes e todas as peças são construídas com costuras sobrepostas, permitindo assim que se veja as dualidade dos materiais.



DESFILE



FOTOGRAFIAS: © RUI VASCO







Sem comentários: