domingo, 14 de outubro de 2012

DINO ALVES


COLEÇÃO VERÃO 2013

DOWNLOAD PRESS RELEASE >



EM CONVERSA COM DINO ALVES

Daily ModaLisboa - Qual considera ser o ADN da sua marca?
Dino Alves - Talvez a irreverência da minha atitude quando crio, que passa também pelos temas que me inspiram, a liberdade que não abdico no acto de criar e que me fez conquistar o estatuto de "enfant terrible".

- Qual a peça de roupa que nunca pode faltar nas suas coleções?
Vestidos curtos para mulher, porque gosto da silhueta que esses vestidos criam e porque dão um ar chique mas descontraído ao mesmo tempo e as mulheres que os vestem mostram confiança. Para homem, calções, mas em tecidos mais formais.

- Considera que a Moda pode afetar o modo como uma pessoa se sente ou atua?
Sim, considero. E pode afetar até de uma forma negativa embora o que se pretenda é que afete positivamente. As pessoas que levam a Moda muito a sério sem adaptá-la a si próprias, muitas vezes chegam a maus resultados, caindo até no ridículo. Uma vez que a Moda atua no campo da imagem e no visual de cada um de nós, o que por sua vez tem um peso bastante importante na nossa autoestima e confiança, quando bem resolvida e doseada, ajuda com certeza na forma como alcançamos as nossas conquistas.

- O que o inspirou nesta estação?
O ponto de partida foram imagens de espaços, salas, salões, ateliers vazios ou em fase de mudanças ou obras em que móveis, objetos, lustres estão cobertos, embrulhados geralmente com panos brancos e atados com cordas ou fitas colas como no caso de peças encaixotadas. Estas imagens remetem-nos também para as obras do artista plástico Javacheff Christo que ficou conhecido precisamente por embrulhar edifícios e coisas.

- Que propostas vai apresentar nesta edição da ModaLisboa?
Vários vestidos, desde curtos a compridos, peças mais minimais com detalhes que fazem a diferença, saias e blusas. Calções, calças, camisas e túnicas para homem.

- A quem dedica esta coleção?
Ninguém em particular, mas a todos os que sempre acreditaram em mim desde o início e me têm vindo acompanhar como uma espécie de fiéis seguidores.



DESFILE






















Sem comentários: